Animes. Lixo satanista importado do Japão.

Animes. Lixo satanista importado do Japão.

junho 28, 2009
|
288 Comentários
|

Animes. Lixo satanista importado do Japão.

Não quero que o tema desta matéria seja vista como preconceito aos animadores japoneses, ou a quem escolhe o anime no estilo MANGA como seu preferido. Na realidade existem animes neste estilo que conseguem trazer uma mensagem positiva para a vida de crianças e adolescentes que são o seu principal publico alvo. No entanto estamos vendo uma avalanche de desenhos animados trazidos do Japão ou de animadores que seguem a mesma linha, que simplesmente não tem nada de educativo ou edificante para oferecer, a não ser satanismo bruxaria, vingança ódio e coisas do gênero.
Como cristão que sou não posso ficar parado vendo a alma e sonhos de nossas crianças dominados e conquistados por demônios vindos do Japão. Como pai não posso deixar que meus filhos sejam envolvidos por tais influencias e espíritos.
Esta seqüência de matérias é direcionada a Cristãos a pessoas que já foram alcançados por Cristo e já tiveram os seus olhos espirituais abertos e por isso sabem que o que está se travando hoje é uma verdadeira guerra espiritual, onde SATANÁS está usando de todos os métodos possíveis para conquistar territórios, e neste caso os territórios em questão são as mentes e almas de nossos filhos.
Os animes hoje em circulação e principalmente os que se baseiam no folclore e lendas japonesas e orientais em geral, são extremamente nocivos e demoníacos, contendo todo tipo de aberrações possíveis. Este tipo de desenho animado tem tido mais ousadia até mesmo que os desenhos da Disney que ao menos tentavam mascarar suas mensagens satânicas. Como exemplo comentaremos alguns:

Dragon Ball

A história de Dragon Ball conta a vida de Son Goku, um menino com cauda de macaco, baseado na lenda chinesa Viagem ao Oeste (西遊記), desde as suas aventuras enquanto criança até se tornar avô. Durante a sua vida, participa de muitas batalhas com adversários cada vez mais fortes, procurando sempre aumentar a sua força. Nas suas viagens, Goku conhece várias pessoas, criando muitas vezes uma amizade muito forte com elas que os ajudam a vencer os vilões da história.
As Esferas do Dragão são alguns dos componentes da história. São sete bolas de cristal, mágicas, que estão espalhadas pelo planeta e que possuem estrelas no seu interior (de uma a sete). Quando todas são reunidas, se o portador souber as palavras mágicas, são usadas para invocar o dragão Sheng Long (Shenron) que realiza um desejo (com limites). Depois do desejo ser concedido, as bolas transformam-se em pedra e espalham-se pelo planeta, ficando impossíveis de serem usadas e detectadas durante um ano. Em tempos passados, demoraria gerações para procurar e juntar as esferas. No entanto, no início da história, uma garota chamada Bulma cria o Radar do Dragão para detectá-as, tornando o processo mais fácil e rápido do que deveria ser. No decorrer da série, as “Dragon Balls” deixam de ser o tema principal para serem apenas um elemento secundário.
O enredo deste anime parece interessante e de inicio para os menos informados, não existem problemas em permitir que as crianças assistam esta programação. Porem em apenas alguns minutos podem ser observadas varias cenas com conteúdo impróprio para crianças, como estimulo sexual, violência extrema, satanismo e incitações a atos suicidas e homicidas.
A foto abaixo mostra o personagem Kuririm vomitando sangue apos levar surra de Vegita. A cena foi vetada no Carton Netwok porém a Band mostrou na integra!
O desenho também é o que se pode chamar de anime pornográfico para crianças, pois as insinuações de caráter sexual vão alem do esperado em outros desenhos do gênero, exibindo cenas grosseiras e desagradáveis
Em um momento em que Bulma e Goku estão dormindo em um trailer. Goku, um garoto muito ingênuo, que nunca tinha visto uma garota antes, fez a mesma coisa que sempre fazia quando morava com seu avô: dormir no meio de suas pernas. Só que Goku estranhou a falta de “algo” no meio das pernas de Bulma. Então decidiu dar uns tapinhas em sua genitália e logo em seguida tirou a calcinha dela, para ver se conseguia resolver o que havia de estranho ali. Mas ao tirá-la, levou um baita susto e saiu gritando pela casa “No Balls!!! No Balls!!!”. Uma cena muito engraçada. No Brasil essas cena sequer chegou a ser passada. Aqui umas imagens do original japonês:
As imagens pornográficas não param por ai, pois neste desenhos os personagens ganham presentes se mostrarem suas partes intimas para o mestre, coisa que ocorre com freqüência.
Esta imagem também recebeu censura no Brasil. Estranho como os desenhistas japoneses parecem não se preocuparem com isto por lá.
Um outro momento no desenho o mestre apalpa os seios da menina
Até mesmo no MANGÁ que deu origem ao desenho, a pornografia corre solta.
Como se não bastasse toda a pornografia praticamente explicita e sugestiva encontrada em Dragon Ball, os desenhistas e roteiristas não podiam deixar outras obscenidades faltarem. Em muitos momentos neste desenhos os personagens fazem gestos obscenos.
DRAGON BALL Z
O desenho DRAGON BALL Z é a continuidade do seu antecessor, e como ele, também dá seqüência a uma degradação de bons costumes e podemos afirmar que revela de uma vez o seu teor satânico.
De inicio durante a abertura do desenho já podemos ver o 666, numero da besta descrito na Bíblia e que é adorado e reverenciado no satanismo antigo e moderno, aparecendo claramente na porta do carro usado pelos personagens. Muitos afirmam que isso é irrelevante, que é apenas um numero. No entanto nós sabemos não se tratar só de um número, mas sim de um símbolo, algo repudiado pelo cristianismo e marca registrada do diabo. Na Bíblia ele é a marca da BESTA ou do Anticristo, com o qual serão marcados todos os adoradores de Satanás indicando que são propriedades dele. Se a intenção era dar um numero a porta do carro por que não outro numero? A resposta é simples. Este desenho é feito por satanistas. Não passa de uma campanha para divulgação de suas idéias e condicionamento mental em massa de nossas crianças, para que quando a MARCA chegue esta geração esteja acostumada com ela e até já a esteja adorando.
Até nos brinquedos referentes ao anime encontramos o 666.
O desenho em um dos seus episódios encoraja atitudes suicidas como a “ROLETA RUSSA”, costume praticado por marginais membros de gangues que o utilizam como forma de tortura, também como brincadeira suicida.
É necessário que nos questionemos se são estas as atitudes que devem ser encorajadas em um desenho animado?
Após passarem uma arma de “mão em mão” e apertarem o gatilho a arma dispara na cabeça de um deles que sorridente se diverte com tudo isso.
Existem algumas similaridade entre o desenho e a Bíblia. Um dos personagem de destaque no desenho é um tal de SR. SATÃ, tido como um súper herói e é adorado por muitos. Porem não tem poder nenhum, toda a sua fama vem de suas mentiras e suas façanhas são apenas truques, no entanto é comum em vários episódios vermos este personagem sendo louvado por multidões que gritam SATÃ! SATÃ! viva SATÃ!
Este anime é altamente nocivo no que diz respeito a educação e bons costumes, e pior ainda por que ensina satanismo as crianças. Não existem justificativas para que os pais deixem seus filhos assistirem este LIXO SATANISTA.
Temos hoje um mundo cheio de crimes violência, e atitudes destrutivas. Pessoas que cada vez menos se preocupam com o próximo. Boa parte disso é responsabilidade da educação que recebemos quando crianças e desenhos como este só podem contribuir para o mal.
POKÉMON
Pokémon é a abreviação de Poketto Monsuta ou Pocket Monster, algo como “MONSTRO DE BOLSO”. São chamados assim porque as inúmeras espécies de Pokémons podem ser abrigadas dentro de Pokébolas, um dispositivo de um treinador Pokémon ou até de um professor, de uma enfermeira, ou de outra pessoa que se envolva com essas criaturas. Dentro desses pequenos itens, um Pokémon, por maior que seja, pode viajar no bolso de um treinador.
No capítulo 38, exibido no Japão no dia 16 de dezembro de 1997, o personagem Pikachu, um dos principais da série, emitiu a certa altura raios de luz colorida. Depois de assistir à cena de apenas cinco segundos, 12.000 crianças passaram mal, segundo dados das autoridades japonesas. Pelo menos 600 foram internadas com convulsões. Mais tarde, quando trechos do programa foram exibidos nos telejornais noturnos, muitos adultos também foram afetados. O episódio foi estudado por médicos e técnicos de animação, que concluíram que as luzes intensas poderiam causar reações em crianças com olhos sensíveis ou em pessoas com predisposição à epilepsia. No Japão, para se ter uma idéia, dá cerca de 5% da população.
Os desenhistas de animação japoneses conhecem muito bem estas técnicas: “Shigueki” é a palavra para a inserção de um forte estímulo visual, e “Paka-Paka” é a gíria específica para estas luzes coloridas piscando alternadamente, inseridas com o objetivo de criar tensão emocional extrema.O “Paka-Paka” pode ser definido com maior exatidão como um “Pisca-Pisca”, um efeito “Flicker”, luzes de cores diferentes piscando em alta velocidade, estroboscópica ou até mesmo taquicoscópica-subliminar, enquadrando-se na Fórmula das Signagens Subliminares, ou seja, o quociente entre o dividendo quantidade de informação emitida e o divisor tempo-espaço de exposição ao sinal (cf. Propaganda Subliminar Multimídia, 6. edição, p.30.).Não há falta de informação a este respeito, pois o “site” da Internet “Expresso” de 20/12/97 apresenta o artigo “Boneco gera Epilepsia” que explica ter Pikachu projetado exatamente 54 imagens em 5 segundos.

O fato curioso é que neste mesmo episódio o personagem Picachu tem uma visão onde mostra um televisor deitado em uma cama de hospital depois que é atacado por um demônio. Uma grande analogia ao que aconteceu na vida real quando crianças assistiram este episodio.
Depois deste fato chegar ao conhecimento do publico, o desenho foi proibido de ser exibido no Japão e em vários outros paises que observaram os mesmos efeitos em crianças e adultos.
CAVALEIROS DO ZODÍACO
Talvez um dos mais sombrios animes produzidos dentro do universo MANGÁ seja OS CAVALEIROS DO ZODÍACO. Este desenho teria sido o pioneiro aqui no Brasil. Foi o primeiro a introduzir toda a onda de bruxaria e satanismo contidos nos animes japoneses.
Mesmo não tendo sido notado casos envolvendo mensagens subliminares neste desenho, não significa que pode ser considerado uma diversão sadia para nossos filhos.
Existe muito misticismo nesta produção e até mesmo algumas referencias claras á Bíblia sagrada. Em um dos seus episódios LÚCIFER em pessoa (segundo o anime) aparece em cena e declara seus objetivos e sonhos. O texto a seguir foi retirado deste episódio
LÚCIFER FALA
“-Eu jurei: construirei meu palácio sobre a estrela de Deus. Colocarei meu trono sobre a montanha sagrada que está no fim do norte. Subirei até a nuvem mais alta, então eu serei o rei dos reis.”
Este dialogo se desenrola no momento em que LÚCIFER está conversando com uma enorme estátua que o está reprovando.
A estátua fala:
“-lúcifer, filho da luz, por que fez com que o expulsasse do céu? agora você é o filho da escuridão e tem poder para destruir todos os povos. Um filho de Deus que o traiu!”
Enquanto pronuncia estas palavras a estátua está chorando como se estivesse sentindo pena de LÚCIFER por sua situação atual.
O que é perfeitamente notável aqui é que os criadores deste desenho com certeza entendem do que estão falando, e o fato de citarem com tamanha precisão as mesmas intenções e punição de LÚCIFER descritas também na Bíblia, nos mostra que isso foi intencional. Resta-nos saber no entanto, de onde veio esta inspiração para este desenho, e quais as verdadeiras intenções por trás disso?
A BÍBLIA nos diz a respeito de Lúcifer:
“Tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu; acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono e no monte da congregação me assentarei, nas extremidades do Norte; subirei acima das mais altas nuvens e serei semelhante ao Altíssimo.” (Isaías 14:13,14:)
Muitos títulos dos episódios fazem alusão á Bíblia e muitas de suas narrativas e profecias, também expressão crenças do satanismo. Vejamos apenas alguns poucos títulos de episódios deste anime
Episódio 01 – Lendas de uma nova era.(Referencia a Nova era, ou era aquariana, também conhecida como luciferiana)
Episódio 05 – A ressurreição do Dragão.(Referencia ao diabo, na Bíblia representado pelo dragão)
Episódio 06 – Fênix, o guerreiro que voltou do inferno.
Episódio 09 – Os cavaleiros do apocalipse.(Narrativa descrita unicamente na Bíblia, no livro de apocalipse)
Episódio 14 – A derrota do espírito diabólico.
Episódio 23 – O anjo da morte.(satanismo)
Episódio 48 – O Dragão volta do mundo dos mortos.(Titulo muito sugestivo para quem conhece as Escrituras Sagradas)
Episódio 82 – Cisne, erga-se do inferno ardente.(Titulo já é uma invocação maligna)
Dadas as observações feitas aqui sobre este desenho, podemos notar uma atmosfera um tanto obscura pairando sobre produção. Não é de se estranhar que seja produzido por alguma seita satanista. Porem paranóias á parte, mesmo não sendo este o caso, magia, Bruxaria, violência extrema, sangue e explosões de energia espiritual não definidas já são motivos para classificar este desenho como não saudável.
“SAILOR MOON”

Sailor Moon (Bishōjo Senshi Sērā Mūn, 美少女戦士セーラームーン?) traduzido como Graciosa Guerreira Marinheira da Lua ou Linda Guerreira Sailor Moon e conhecido como Navegante da Lua em Portugal é uma série de mangás criada por Naoko Takeuchi para a revista Nakayoshi da editora Kodansha e adaptada como série de anime pela Toei Animation, para musical em 1993 e como série live-action em 2003. O mangá conta com 18 edições encadernadas, sendo lançada em 2003 uma versão reeditada pela autora com arte e diálogos novos, mas a mesma história, em 12 volumes e dois especiais, com mais páginas por volume. A série é baseada em uma outra história produzida anteriormente por Naoko Takeuchi: Codename wa Sailor V que tinha como protagonista Minako Aino. Esta contém três volumes, mas em 2004 a autora relançou o mangá em dois volumes revisados, com mais páginas por volumes.
O anime possui 200 episódios distribuídos em cinco fases: Sailor Moon, Sailor Moon R (Return), Sailor Moon S (Senshi), Sailor Moon SS (Super) e Sailor Moon SR (Stars). Foi criado pela Toei Animation e distribuído pela DIC e pela ADV Films, as mesmas empresas de Os Cavaleiros do Zodíaco. (FONTE: http://pt.wikipedia.org/wiki/Sailor_Moon)

Em um dos episódios deste anime aparece uma bruxa que logo se transfigura em um demonio em seguida gira sua cabeça para traz como no filme “O EXORCISTA”. Após isso SAILOR MOON faz sinais de invocação idênticos aos que já mostramos antes e que parece ser marca registrada destes desenhos satanistas. Veja esta parte do desenho no vídeo á baixo e tire suas próprias conclusões:
CONCLUSÃO
Muitos com certeza acharão estas revelações apenas mais um fanatismo religioso. No entanto é preciso que pensemos se realmente deve ser este tipo de entretenimento que venha a alimentar as mentes de nossas crianças e adolescentes? Se faz necessário pensar se realmente é a vontade de Deus que nossos filhos e filhas cresçam acostumados a ver demônios na TV. Acostumados a assistir cerimônias que só são vistas em MISSAS NEGRAS e rituais de MAGIA NEGRA.
Tenho visto muitos comentários de pessoas de mente totalmente dominada por SATANÁS, e acredito que seja realmente esta a situação de tais indivíduos, que ainda defendem este tipo de desenhos, afirmando ser apenas uma forma de divertimento sadio e que criticar tais produções não passa de fanatismo religioso. Mas observemos nossa sociedade hoje e vejamos que tipo de contribuição positiva estes tipos de entretenimento tem gerado?
Se os desenhos animados são para crianças, então por que não usar temas mais infantis como amor, moral, religião, companheirismo, ao invés de demônios, violência, sensualidade, pornografia, satanismo, bruxaria e outras expressões?
A resposta para esta indagação é muito óbvia. Os desenhos de hoje não visam produzir cidadãos moralmente corretos e sim satanistas, assassinos, prostitutas, adoradores do diabo, bruxos e bruxas, e pessoas totalmente vazias de Deus, tal como as pessoas que os produzem.
Não sou um fanático religioso. Na verdade nem sou religioso, pois não aceitei uma religião na minha vida, ao contrario deixei a religião para servir ao verdadeiro Deus. Sou um ser pensante que avalia as conseqüência do que estamos vendo na TV hoje e decido se vai fazer bem a minha família ou não, e isso não tem nada relacionado a religião. Não sou obrigado a cair em um abismo só por que uma multidão está indo em direção a ele.
Se estes desenhos não são duvidosos em seu conteúdo, então por que crimes tem ocorrido constantemente inspirados por eles? Por que tantas crianças matam os pais ou os colegas inspirados em tais produções? Por que noticias estão saindo constantemente na mídia culpando estes animes por crimes ou comportamentos agressivos?
“Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele.”
(Provérbios 22:6)